A Necessidade de uma Rede de Pesquisa

Os atuais desafios ambientais exigem uma abordagem multidisciplinar que considere as dimensões sociais, econômicas e culturais para a gestão da água, onde as parcerias interinstitucionais e redes de pesquisa são essenciais. A comunidade científica não conseguirá enfrentar esses desafios sozinha. Portanto, a criação de vínculos entre poder público, setor produtivo e sociedade civil garantirá que as atividades de pesquisa sejam aplicadas e atendam às necessidades da sociedade.

Nossa Missão

Conceber um modelo de gestão integrada das Bacias Hidrográficas tropicais, promovendo uma ponte entre o conhecimento científico e a sociedade.

Linha do Tempo

2013
  • O conceito inicial de Aliança Tropical (Tropical Alliance) é proposto pela Austrade e Trade Investment Queensland (TQI) para promover o intercâmbio acadêmico e de negócios entre Brasil e Austrália. 
  • O Australian Rivers Institute da Griffith University se torna o líder no desenvolvimento da iniciativa da Aliança Tropical e identifica o Gerenciamento de Recursos Hídricos como área prioritária.
2015
  • Discussões iniciais a respeito de ciências aquáticas ocorrem no Congresso da Associação Brasileira de Recursos Hídricos durante a Semana Latino-Americana da Água.
  • Cientistas australianos visitam o Brasil em julho e se reúnem com agências de fomento à pesquisa e treinamento nos níveis Federal (CNPq, CAPES) e Estadual (FAPESP, FAPEMIG, FAPERJ, FAPEAM, SECTES), agências de água e meio ambiente (incluindo a Agência Nacional das Águas e agências estaduais em São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Brasília), federações das indústrias (FIESP, FIEMG) e grupos chaves de pesquisa com interesse na gestão das águas tropicais (USP, UFMG, UFRJ, UERJ, UnB, INPA).
  • Acontece um Workshop organizado pela Austrade com a Secretaria de Meio Ambiente e Água em São Paulo e uma sessão especial na Conferência da Associação de Recursos Hídricos do Brasil (ABRH) em Brasília. Além disso, outras discussões são realizadas com pesquisadores da USP, UFRJ e UnB.
  • Dá-se início à elaboração da proposta para de estabelecer uma rede internacional por meio de iniciativas em parceria com a Agência Nacional da Água (ANA), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (CAPES) através do programa PrInt (Programa Institucional de Internacionalização), Fundações de Amparo à Pesquisa dos Estados (FAPDF, FAPES, FAPESB, Fundação Araucária/FAPPR), Universidades e Institutos de Pesquisa. 
  • Para apoiar a iniciativa da elaboração de uma proposta formal para uma rede internacional focada em questões de gestão de águas tropicais: Aliança Tropical de Pesquisa da Água (Tropical Water Research Alliance – TWRA) entre Brasil e Austrália, a Griffith University e a Universidade de Brasília (UnB) assinam um Memorando de entendimento (MoU – Memorandum of Understanding).
2017
  • Acontece o primeiro Workshop para discutir questões da TWRA no XVI Congresso Brasileiro de Limnologia no Estado do Rio de Janeiro.
2018
  • O Fórum Mundial da Água proporciona discussões que fortalecem a proposta da Aliança com a Agência Nacional da Água (ANA) e outras agências nacionais e internacionais.
  • A ANA assina um memorando de entendimento com o Governo Australiano para a cooperação na gestão da água e o Australian River Institute se torna o parceiro de implementação.
  • Os professores Stuart Bunn, José Francisco Gonçalves Jr. e Hamish Campbell realizam visitas técnicas em universidades do Brasil (UnB, Brasília) e Austrália (Griffith University, Brisbane).
  • É aprovado o estágio de doutorado de um estudante da UnB na Griffith University através do Programa Capes PrInt.
2019
  • São realizados três workshops para discutir a implementação da Aliança Tropical:  31 de julho promovido pela FAPDF em Brasília;  1º de agosto promovido pelo SETI-PR em Curitiba; 3 5 e 6 de agosto promovido pela FAPESC durante o XVII Congresso Brasileiro de Limnologia & II Congresso Ibero-Americano de Limnologia em Florianópolis. 
  • A FAPES oficializa o seu apoio à Aliança Tropical, tornando o Estado do Espírito Santo o pioneiro na execução e implementação das atividades da Aliança .
2020
  • Dá-se início às atividades para a apresentação da Aliança Tropical no Estado do Espírito Santo.
  • Ocorre o I Workshop TWRA para a implementação da TWRA no Estado do Espírito Santo organizado pelo Comitê Regional e a FAPES.
  • Planejamento do III Workshop Internacional da Aliança Tropical, em julho no Estado de Brasília.

Dr. José Francisco Gonçalves Jr.

Presidente da TWRA Brasil

Dr. Stuart Bunn

Coordenador Geral da TWRA Australia
Menu